The Economist afirma que Vélez, CEO do Nubank, está entre os cinco melhores CEOs mundiais em 2023.

EM ALTA

Por Mariana Ribeiro, Valor — São Paulo

29/12/2023 16h56 Atualizado há um dia

O CEO e cofundador do Nubank, David Vélez, foi reconhecido pela revista The Economist como um dos cinco melhores CEOs do mundo em 2023.

Vélez ficou em quarto lugar, abaixo de Jensen Huang (da fabricante de chips Nvidia), Mark Zuckerberg (da big tech Meta) e Sekiya Kazuma (da fabricante japonesa de ferramentas para produção de semicondutores Disco). A quinta posição foi ocupada por David Ricks (da farmacêutica Eli Lilly).

Para criar a classificação, a revista analisou o desempenho dos executivos de empresas listadas no S&P 1200 Index, que inclui empresas das principais economias mundiais, excluindo China e Índia. Os CEOs que estavam no cargo há menos de três anos foram excluídos. Em seguida, os executivos foram avaliados com base no retorno gerado para os acionistas em relação à média do setor.

A revista observa que poucos neobancos conseguiram desafiar os incumbentes, mas o Nubank cresceu e se tornou a quinta maior instituição financeira da América Latina em número de clientes. A publicação destaca que, embora o banco seja lucrativo como um todo, ele ainda perde dinheiro no México, onde a estratégia de focar no público desbancarizado está se mostrando cara.

Em comunicado divulgado pelo Nubank, Vélez expressa sua gratidão pelo reconhecimento. “Em 2023, alcançamos um crescimento exponencial e resultados sólidos, gerando valor para nossos acionistas, clientes e colaboradores”, declara o executivo.

“Já somos a quinta maior instituição financeira da América Latina, mas ainda estamos no início. Continuaremos comprometidos com uma execução eficiente, com base em uma cultura organizacional sólida, eficiência operacional e foco total no cliente”, completa.

Siga nosso canal e receba as notícias mais importantes do dia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *