Padilha refuta existência de tensão com o Senado durante jantar de Lula com senadores.

O ministro da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), Alexandre Padilha, em declarações nesta terça-feira, refutou qualquer ideia de tensão entre o governo de Lula e o Senado. Esta afirmação foi feita no contexto de um jantar organizado para promover a confraternização entre o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e os líderes da base aliada.
Padilha ressaltou que a relação com o Senado é positiva, mencionando a importância de demonstrar esse apoio contínuo. O jantar foi agendado como um gesto de agradecimento a Pacheco e aos demais senadores presentes, como Renan Calheiros, Eliziane Gama, Efraim Filho, Beto Faro, Weverton Rocha, Marcelo Castro e Davi Alcolumbre.
Além dos senadores, estiveram presentes representantes do governo, como o ministro da Fazenda Fernando Haddad, o ministro da Secretaria de Comunicação Social Paulo Pimenta, e os líderes do governo no Senado, Jaques Wagner, e no Congresso, Randolfe Rodrigues.
Embora o ministro Padilha tenha minimizado os possíveis desentendimentos com os senadores, fontes do Valor indicam que Pacheco expressou recentemente insatisfação com o tratamento recebido pelo Executivo. Esta agenda com os senadores foi marcada em resposta a essa insatisfação, surgida após uma reunião entre o ex-presidente Lula, deputados governistas e o presidente da Câmara, Arthur Lira.
Nos bastidores, reconhece-se a necessidade de gestos de reconhecimento a Pacheco, que desempenhou papel significativo em momentos-chave da gestão petista. Em particular, sua contribuição foi essencial na negociação sobre a reoneração de setores intensivos em mão de obra, resultando na revogação de um trecho da medida provisória.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *