O valor do Bitcoin aumenta em 3,5% ao longo de uma semana e alcança o Natal com um aumento de mais de 160% durante o ano.

Por Ricardo Bomfim, Valor — São Paulo

22/12/2023 18h17 Atualizado há um dia

O Bitcoin (BTC) opera de forma estável, enquanto a segunda maior criptomoeda em valor de mercado do mundo, o Ether (ETH), registra ganhos significativos. Nos últimos sete dias, as duas criptomoedas acumularam altas de 3,5% e 2,8%, respectivamente. Com isso, o BTC encerra o fim de semana antes do feriado de Natal com uma valorização de 163% ao longo do ano de 2023 e, pelo menos do ponto de vista macroeconômico, espera-se um noticiário mais calmo até o Ano-Novo.

No cenário cripto, os investidores estão cada vez mais atentos aos movimentos da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), que se reuniu com todos os emissores de Exchange Traded Funds (ETFs) de Bitcoin e solicitou que eles retirassem qualquer menção a resgates “em espécie”, substituindo o termo por “cash creates”, uma forma de o investidor entregar dinheiro para receber novas cotas do fundo.

O analista sênior de ETFs da Bloomberg, Eric Balchunas, afirma que essa alteração de redação torna os emissores responsáveis pelas transações com criptomoedas, enquanto as corretoras só podem realizar transações com dinheiro fiduciário. Com esse modelo, as corretoras podem evitar depender de subsidiárias não registradas e de empresas terceirizadas para movimentar seus fundos.

Por volta das 18h04 (horário de Brasília), o Bitcoin mantém-se estável em um período de 24 horas, cotado a US$ 43.703, e o Ether, a moeda digital da rede Ethereum, sobe 3,7%, atingindo US$ 2.316, de acordo com dados do CoinGecko. O valor de mercado combinado de todas as criptomoedas no mundo é de US$ 1,74 trilhão. Em relação ao real, o Bitcoin registra uma desvalorização de 0,45% a R$ 213.824, enquanto o Ether registra ganhos de 3,12% a R$ 11.328, de acordo com os valores fornecidos pelo MB.

Entre as altcoins (criptomoedas que não são o Bitcoin), a Solana (SOL) sobe 4,7%, atingindo US$ 96,62, a Cardano (ADA) tem alta de 0,2%, chegando a US$ 0,62, a Polkadot (DOT) recua 2,7%, situando-se em US$ 7,98, e a Polygon (MATIC) dispara 8,6%, atingindo US$ 0,87.

André Franco, chefe de análise do MB, afirma que a expectativa de manutenção das taxas de juros nos EUA no atual patamar de 5,25% a 5,5% ao ano continua sendo amplamente predominante, mas as chances de um corte de juros já na próxima reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) aumentaram para 15%. Isso indica que a redução da política monetária dos EUA já está no horizonte dos investidores.

No âmbito regulatório, o emissor da maior stablecoin do mundo, o Tether (USDT), que é uma criptomoeda atrelada ao valor de uma moeda tradicional como o dólar, afirmou que o FBI e o serviço secreto americano estão auxiliando na garantia de segurança da plataforma. Franco avalia que essa é uma etapa interessante para a institucionalização da principal empresa por trás da principal stablecoin do mercado e que isso reduz ainda mais as preocupações em torno desse criptoativo.

No campo dos ETFs, o fundo de Bitcoin à vista para o qual a BlackRock, uma gestora trilionária, está buscando aprovação na SEC, recebeu um código de negociação: IBIT.

Siga nosso canal e receba as notícias mais importantes do dia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *