O responsável por investigar Lula na Operação Lava Jato, Janot, participa da cerimônia de posse de Gonet e encontra-se cara a cara com o presidente.

Por Isadora Peron e Renan Truffi, Valor — Brasília
18/12/2023 10h44 Atualizado há 16 horas

Ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que foi o algoz do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Operação Lava-Jato, decidiu comparecer à posse de Paulo Gonet, novo comandante do Ministério Público Federal (MPF).

Janot está sentado na primeira fileira do auditório, que é reservada aos ex-PGRs, e está frente a frente com o presidente.

Janot liderou a PGR no auge da Lava-Jato, entre 2013 e 2017, e foi responsável por criar a força-tarefa de Curitiba.

Foi por causa da atuação dos procuradores no Paraná que Lula foi condenado à prisão no caso do tríplex do Guarujá.

Além de Janot, estão presentes outros ex-PGRs, como Raquel Dodge, que o sucedeu no cargo.

Augusto Aras, que foi preterido por Lula este ano, também está presente. Ele foi indicado por Jair Bolsonaro (PL) e esteve à frente da instituição por quatro anos.

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), incluindo Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, que são grandes apoiadores da indicação de Gonet, Cristiano Zanin, Dias Toffoli e Kassio Nunes Marques, também estão presentes. O ministro Edson Fachin está representando o presidente do STF, Luís Roberto Barroso.

Flávio Dino, aprovado para o STF, também compareceu. Ele foi sabatinado e teve seu nome aprovado pelo Senado no mesmo dia que Gonet, na semana passada.

Siga nosso canal e receba as notícias mais importantes do dia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *