O Conselho de Segurança da ONU decide sobre uma resolução visando à interrupção das hostilidades em Gaza.

Por Valor – São Paulo

18/12/2023 11h22 Atualizado 18/12/2023

Após a rejeição dos Estados Unidos, o Conselho de Segurança da ONU deve tomar uma decisão nesta segunda-feira a respeito de um novo texto que solicita uma “cessação urgente e duradoura das hostilidades” em Gaza.

No dia 9 de dezembro, mesmo com a pressão sem precedentes do Secretário-Geral da ONU, António Guterres, os Estados Unidos impediram a adoção de uma resolução pelo Conselho que pedia um “cessar-fogo humanitário imediato”.

Também nesta segunda-feira, um relatório divulgado pela ONG Human Rights Watch acusa o governo de Israel de cometer crimes de guerra ao utilizar a fome dos civis como uma técnica de guerra.

O documento afirma: “O exército israelense está intencionalmente bloqueando o acesso à água potável, alimentos e combustível, ao mesmo tempo em que obstrui deliberadamente a ajuda humanitária, supostamente destruindo áreas agrícolas e privando a população civil de bens essenciais para a sua sobrevivência”.

O governo israelense respondeu chamando a HRW de “uma organização antissemita e anti-israelense”. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Lior Haiat, reagiu: “A organização não tem base moral para falar sobre o que está acontecendo em Gaza, pois fecha os olhos para o sofrimento e os direitos humanos dos israelenses”.

O Secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, chegou a Israel nesta segunda-feira para negociações que devem se concentrar no eventual fim da guerra intensa em Gaza e na sua transição para um conflito mais limitado e focado, afirmam as autoridades.

Austin tem apoiado firmemente a defesa de Israel depois dos ataques surpresa do grupo terrorista palestino Hamas no dia 7 de outubro. Recentemente, ele tem se manifestado cada vez mais sobre a situação dos civis em Gaza, à medida que os ataques israelenses resultam em um aumento do número de vítimas.

Siga nosso canal e receba as notícias mais importantes do dia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *