O chefe da COP28 afirma que continuará a destinar recursos à indústria do petróleo, mesmo sendo o líder da empresa.

Por Valor — São Paulo

15/12/2023 14h43 Atualizado há um dia

O presidente da COP28 e executivo-chefe da empresa estatal de petróleo e gás dos Emirados Árabes Unidos, a Adnoc, Sultan Al-Jaber, afirmou que a empresa dirigida por ele continuará a investir em petróleo, mesmo depois que o texto final da cúpula do clima da ONU, aprovado por Al-Jaber, tiver defendido o gradual fim do uso de combustíveis fósseis.

A Adnoc planeja investir US$ 150 bilhões nos próximos sete anos nas cadeias de extração de petróleo e gás, o que, de acordo com Al-Jaber, aumentará a capacidade produtiva da empresa, segundo o jornal “The Guardian”.

O presidente da COP28 justificou os novos investimentos com base em um estudo que afirma que o mundo ainda precisará de combustíveis fósseis até 2050, mesmo que neutralize completamente as emissões de gases do efeito estufa.

Antes da cúpula do clima, Al-Jaber se envolveu em uma polêmica ao afirmar que não há estudos que justifiquem a necessidade de acabar com o uso de combustíveis fósseis para eliminar as emissões de gases do efeito estufa, uma declaração posteriormente esclarecida pelo executivo, que negou desacreditar na ciência.

Siga nosso canal e receba as notícias mais importantes do dia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *