Naiara Azevedo afirma que somente recebia R$ 1 mil do seu salário.

Naiara Azevedo abordou novamente os abusos que sofreu de seu ex-marido, Rafael Alves Cabral, de quem se separou em julho deste ano. Ela registrou uma denúncia no dia 30 e o acusou de violência física, emocional e patrimonial.
Durante uma entrevista ao Fantástico, ela revelou que Rafael exercia controle sobre seu dinheiro quando ela começou a ter sucesso. “Nos primeiros dois anos da minha carreira, em 2016 e 2017, foram os períodos em que mais ganhei dinheiro – quatro, cinco, sete milhões por mês. E sabe quanto ele me dava por mês? R$ 1 mil”, detalhou a artista.
Ela também compartilhou que quando precisava de dinheiro, Rafael a questionava. “Sabe o que ele me falava? ‘Mas por que você precisa de dinheiro? Você já tem tudo. Suas roupas, o projeto paga. Sua casa, estamos pagando. Seu carro, estamos pagando. Sua despensa está cheia. R$ 1 mil não é o suficiente para você viver?’ Eu não tinha acesso a nada, nunca tive acesso a nada.”
Fotos de hematomas no corpo de Naiara foram anexadas à queixa na delegacia.
A cantora denunciou o marido à polícia em julho deste ano.
O ex-marido de Naiara Azevedo se pronunciou após as acusações da cantora.
Naiara Azevedo revelou ameaças do ex-marido: “Vou acabar com a sua vida”.
Recentemente, Naiara Azevedo participou de uma campanha contra a violência doméstica.
Naiara Azevedo prestou queixa na delegacia contra o ex-marido.
Naiara Azevedo afirma temer por sua vida.
Ela também revelou que decidiu fazer a denúncia após o último episódio com o ex-marido, no qual ele a impediu de levar equipamentos que eles compartilham. “Até aquele momento, eu já havia sofrido violência física, moral, psicológica. Mas a violência patrimonial foi o estopim. Foi quando eu percebi que estava sendo impedida de trabalhar”, explicou Naiara.
No relato feito pela cantora à polícia, ao qual a coluna Fábia Oliveira teve acesso exclusivo, ela explicou que tem tentado dividir os bens com Rafael desde 2021, mas “até o momento presente, a partilha de bens não foi realizada”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *