Milton Leite é escolhido como presidente da Câmara de São Paulo pela quarta vez, com o apoio do PT.

Por Cristiane Agostine e Lilian Venturini, Valor — São Paulo
15/12/2023 15h52 Atualizado há 10 horas
Numa decisão inédita, o vereador Milton Leite (União) foi reeleito para liderar a Câmara Municipal de São Paulo pelo quarto mandato consecutivo. Na sessão de hoje (15), Leite recebeu 49 votos favoráveis e derrotou a vereadora Luana Alves (Psol), que teve apenas seis votos – todos da sua bancada.
O PT apoiou a reeleição de Leite e não votou na candidata do Psol, mesmo que os dois partidos tenham firmado uma aliança eleitoral para disputar a Prefeitura de São Paulo em 2024. Os petistas devem indicar a vice de Guilherme Boulos (Psol) para a eleição municipal do próximo ano.
Durante a votação de hoje, o vereador petista Arselino Tatto chamou o presidente da Casa de “grande Mahatma Gandhi”. Leite é um dos principais aliados políticos do prefeito e pré-candidato à reeleição, Ricardo Nunes (MDB).
A nova reeleição de Leite foi possível graças a uma mudança nas regras para a eleição da presidência, que foi aprovada em novembro. Desde então, não há mais limites de mandatos consecutivos para um vereador presidir a Câmara.
Embora tenha havido reação da oposição na época, a nova regra foi aprovada por 46 votos a seis, já que a oposição é minoria na Câmara.
Aos 67 anos, Leite está no seu sétimo mandato como vereador e afirmou que se aposentará da carreira política em dezembro de 2024, quando termina a legislatura atual.
No final de novembro, Leite concorreu como vice-presidente na chapa de André Luiz Oliveira, também conhecido como André Negão, para presidir o Corinthians, mas foram derrotados por Augusto Melo.
Como presidente da Câmara, Leite tem a responsabilidade de definir a ordem do dia, gerenciar o orçamento da Casa e assumir a prefeitura em caso de ausência do prefeito e do vice.
A eleição de hoje também definiu os outros membros da Mesa Diretora da Câmara. João Jorge (PSDB) será o primeiro vice-presidente, Atílio Francisco (Republicanos) o segundo vice-presidente, e Alessandro Guedes (PT) e Marlon Luz (MDB) serão o primeiro e o segundo secretários.
Siga nosso canal e receba as notícias mais importantes do dia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *