Ibovespa fechou em queda durante a sessão, porém teve uma alta significativa na semana impulsionada pelo seu recorde na quinta-feira.

Por Augusto Decker, Valor — São Paulo

15/12/2023 18h30 | Atualizado há 23 horas

O Ibovespa teve um fechamento negativo hoje, após uma sequência de ganhos que resultou no maior fechamento da história em valor nominal no pregão de ontem. Os desenvolvimentos econômicos em Brasília e as declarações dos membros do Federal Reserve (Fed) foram acompanhados de perto. No acumulado semanal, o índice encerrou com uma alta significativa em resposta aos sinais do Fed após a decisão de quarta-feira (13).

Após ajustes, o Ibovespa caiu 0,49% hoje e subiu 2,44% na semana, atingindo 130.197 pontos. A mínima intradiária foi de 129.884 pontos, enquanto a máxima alcançou 131.661 pontos. O volume financeiro para o índice no dia foi de R$ 23,08 bilhões. Em Nova York, o S&P 500 caiu 0,01%, chegando a 4.719 pontos, o Dow Jones avançou 0,15%, atingindo 37.305 pontos, e o Nasdaq teve um ganho de 0,35%, alcançando 14.314 pontos.

O Ibovespa começou o pregão em alta e atingiu uma nova máxima histórica intradiária, atingindo 131.661 pontos. No entanto, no final da manhã, o índice perdeu força e passou a operar em território negativo. Isso se deve, em parte, a um ajuste após o índice registrar uma sequência positiva e encerrar no maior patamar nominal da história no dia anterior. Além disso, os sinais do exterior tiveram um impacto negativo.

O presidente da distrital do Fed de Nova York, John Williams, em uma entrevista à CNBC, afirmou que cortes de juros nos Estados Unidos não estão em discussão. Essa declaração foi mais “hawkish” (favorável ao aperto monetário) do que os sinais emitidos nos últimos dias pela autarquia. Segundo ele, agora o foco é saber se os juros estão suficientemente restritivos para garantir que a inflação retorne ao patamar de 2%. “Esta é a discussão que temos pela frente”, afirmou. Após a declaração, os ativos tanto internacionais quanto locais perderam força.

O destaque local foi o andamento da pauta econômica no Congresso. A Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da Medida Provisória (MP) das subvenções, que é considerada pelo governo como a mais importante para aumentar as receitas e zerar o déficit primário do próximo ano. A casa também aprovou, em primeiro turno, o texto-base da PEC da reforma tributária.

Apesar da queda de hoje, o índice fechou a semana com um ganho significativo de 2,44%. O apetite global por risco aumentou na quarta-feira, quando o presidente do Fed, Jerome Powell, fez declarações consideradas “dovish” (favoráveis ao afrouxamento monetário) durante sua coletiva de imprensa após a divulgação de sua decisão de política monetária. Isso levou a altas expressivas no Ibovespa na quarta-feira e no dia seguinte, quando atingiu a máxima histórica (130.842 pontos). Os ganhos desses dois pregões resultaram na alta semanal, apesar da queda de hoje.

Siga nosso canal e receba as notícias mais importantes do dia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *