Cruzeiro empata com Botafogo e afasta hipótese de queda para outra divisão.

Em vez de mosaico, os jogadores do Botafogo foram recebidos com pipocas arremessadas pela torcida ao entrar em campo. A equipe da casa não conseguiu derrotar o Cruzeiro visitante. O empate sem gols e a vitória do Grêmio sobre o Vasco fizeram com que o Glorioso caísse para a quinta posição no Brasileirão, além de prolongar a sequência sem vitórias.

Com o resultado de 0 x 0, o Botafogo está há 10 jogos sem vencer. O empate diante do Cruzeiro, neste domingo (3/12), deixou a equipe da casa com 64 pontos e já não pode mais ser campeã. A Raposa ficou em 14º lugar com 46 pontos, assegurando sua permanência na Série A em 2024 com o resultado de Bahia e América-MG.

O início do jogo foi pouco intenso, com as equipes estudando-se bastante. A primeira chance perigosa ocorreu aos 17 minutos. O atacante Tiquinho Soares recebeu a bola na área, dominou, girou e chutou para a defesa do goleiro Rafael Cabral, do Cruzeiro.

Logo em seguida, Tiquinho recebeu outra bola. Desta vez, de fora da área, ele chutou com perigo, mas a bola saiu em linha de fundo, aos 19 minutos. O Glorioso passou a ter mais volume de jogo a partir desse momento.

A primeira punição do jogo ocorreu aos 21 minutos. O lateral direito Palácios empurrou Victor Sá perto da grande área, o que gerou uma falta perigosa para o Botafogo. O defensor recebeu o cartão amarelo e o lance terminou em um chute para fora.

O Cruzeiro chegou com perigo pela primeira vez aos 35 minutos. O atacante Arthur Gomes fez uma boa jogada individual, mas chutou em cima do goleiro Perri.

O Botafogo respondeu pouco tempo depois com um chute bloqueado. Junior Santos recebeu uma boa bola de Tchê Tchê, Marlon chegou para pressionar e rendeu um escanteio para o Glorioso. Na sequência, Danilo Barbosa recebeu dentro da área e tentou o chute sem ângulo.

Perri precisou trabalhar de novo aos 44 minutos. Lucas Silva soltou um foguete do meio da rua, mas o goleiro botafoguense fez uma boa defesa. Em seguida, o volante Gabriel Pires, do Botafogo, recebeu um cartão amarelo por falta em Arthur Gomes.

O primeiro tempo terminou sem gols, o que enfureceu os torcedores botafoguenses. Mais pipocas e vaias caíram sobre o time, que viu as chances de ganhar o campeonato escaparem mesmo com uma grande vantagem.

O Botafogo voltou desatento para o segundo tempo e quase viu o Cruzeiro abrir o placar. Matheus Pereira recebeu livre dentro da área botafoguense, mas Perri fez outra boa defesa. No rebote, o mesmo atacante tentou de novo, mas o goleiro se recuperou e evitou o gol da Raposa.

Na sequência, o zagueiro Adryelson fez uma falta dura e recebeu o amarelo. Ele estava pendurado e vai desfalcar o Botafogo na última rodada do Brasileirão.

Aos seis minutos do segundo tempo, o Botafogo quase marcou mais uma vez. Carlos Alberto fez uma boa arrancada e tocou para Luis Henrique, mas o atacante errou a passada, e a bola ficou fácil para a defesa do Cruzeiro.

Já nos 30 minutos, o Glorioso teve outra boa chance, mas o empate permaneceu. Gabriel Pires levantou a bola na área, e Carlos Alberto, livre, cabeceou para fora.

O atacante Diego Costa também vai desfalcar o Botafogo na última rodada. Ele recebeu o cartão amarelo por falta em João Pedro, aos 44 minutos.

As equipes entraram em desespero durante os acréscimos para o fim do jogo. O Botafogo pressionou o Cruzeiro para trás, mas a Raposa respondeu com contra-ataques sem eficácia. Assim, o jogo terminou em um empate sem gols.

A equipe da casa voltará a jogar na próxima quarta-feira (6/12), fora de casa, contra o Internacional. Já a Raposa encerrará sua participação no Brasileirão de 2023 em casa, contra o líder Palmeiras, também na próxima quarta-feira.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *